Dieta do Arroz para redução de peso

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×

Resultado de imagem para arroz Com 130 calorias a cada porção equivalente a 100 g, o arroz branco é fonte de carboidratos e ao mesmo tempo fornece nutrientes como potássio, fibras, proteínas, vitamina B6, cálcio, ferro e magnésio ao organismo.

Ao lado do feijão, ele forma uma dupla que marca presença no cardápio das refeições de boa parte das famílias brasileiras. Entretanto, você sabia que o alimento também é base de uma dieta, a chama dieta do arroz?

Como funciona a dieta do arroz? 

O criador da dieta do arroz foi o dr. Walter Kempner, falecido no ano de 1997 e que era pesquisador da área médica da Universidade Duke, nos Estados Unidos. Para ele, que desenvolveu o método no ano de 1939, uma tigela de arroz poderia ajudar a combater a obesidade e diminuir os riscos de desenvolvimento de doenças relacionadas ao peso.

A promessa do programa alimentar é que ele pode auxiliar a eliminar pouco mais de 9 kg ao longo de um mês, além de tratar problemas de renais e de pressão arterial. A dieta do arroz ainda é classificada como detox, que determina o baixo consumo de sódio e a ingestão de carboidratos saudáveis, provenientes de alimentos pouco ou não processados como grãos integrais, vegetais, frutas e feijões.

Também faz parte do método o consumo de frutas, vegetais e grãos que possuam altos teores de fibras com o objetivo de combater o colesterol alto e diminuir os riscos de doença no coração. Por outro lado, a dieta do arroz prevê o consumo de apenas 16 a 20 g de proteínas por dia.

Isso é pouco se levarmos em conta que uma alimentação típica contempla a ingestão de 46 a 56 g de proteínas por dia. É importante saber que o consumo baixo do nutriente pode causar a perda de massa muscular.

O programa alimentar ainda prevê a diminuição do consumo de sal e até aceita produtos laticínios, desde que eles sejam livres de gorduras.

Apesar de ser considerada uma dieta efetiva no que se refere à diminuição do peso de curto prazo e que pode ajudar uma pessoa a começar a adotar um estilo de vida saudável, o método é difícil de ser sustentado por muito tempo.

De acordo com a nutricionista Yvette Quantz, a maior parte das calorias consumidas na dieta do arroz são oriundas de carboidratos saudáveis, porém, o método não fornece a quantidade de calorias ou proteínas suficientes para que o corpo se mantenha saciado.

Assim, por mais que a dieta do arroz possa ser seguida em casos em que é necessária uma perda de peso rápida, após o seu término durante o período de um mês ela provavelmente deverá ser substituída por um programa alimentar que possa ser sustentado em longo prazo, conforme a indicação do médico e do nutricionista.

As três fases da dieta do arroz 

A dieta do arroz é dividida em três fases. Na primeira etapa, que dura uma semana, o consumo calórico fica na casa das 1000 calorias diárias para que a pessoa alcance o objetivo de perder peso. As refeições são compostas por frutas, vegetais, amidos e produtos laticínios livres de gorduras.

No primeiro dia da primeira fase, a pessoa deve comer somente grãos e frutos. A partir do segundo dia, vegetais e produtos laticínios também passam a fazer parte do cardápio.

Já a segunda fase do programa alimentar permite a ingestão de peixes, ovos ou carnes magras uma vez por semana, além das frutas, vegetais, amidos e produtos laticínios livres de gorduras. O cardápio semanal da segunda etapa fica dividido da seguinte maneira: um dia com a dieta básica de grãos e frutas, cinco dias com uma versão lactovegetariana do plano alimentar e um dia com a dieta básica mais a opção de peixe, ovo ou carne magra.

Por sua vez, na terceira etapa da dieta, também chamada de manutenção, ocorre uma elevação na quantidade de calorias consumidas, porém, ela deve continuar a ter uma baixo teor calórico, ser pobre em sódio e gorduras e rica em frutas, vegetais e grãos.

O cardápio semanal da terceira fase é dividido da seguinte forma: um dia com a dieta básica do arroz com grãos e frutas, quatro dias com uma versão lactovegetariana do programa alimentar e dois dias em que é permitido consumir carne magra, aves ou frutos do mar em uma das refeições.

Cardápio da dieta do arroz 

Os carboidratos permitidos pela dieta do arroz são divididos em quatro grupos: amidos, frutas, vegetais e produtos laticínios. Uma porção de amido na dieta do arroz pode corresponder a uma fatia de pão, 1/3 de xícara de arroz ou ½ xícara de macarrão.

Já uma porção de fruta refere-se a uma unidade de fruta ou uma dose de uma xícara de fruta. Uma porção de vegetal significa uma xícara de um vegetal não cozido ou ½ xícara de vegetal cozido. E, finalmente, uma porção de produto laticínio pode valer uma xícara de leite, uma xícara de iogurte ou ½ xícara de queijo cottage, por exemplo.

Confira abaixo alguns exemplos de cardápio da dieta do arroz para cada uma das três fases do programa alimentar:

Fase 1 

– Primeiro dia

  • Café da manhã: 1 xícara de aveia cozida, duas colheres de sopa de uvas-passas e uma maçã.
  • Almoço: 1/3 de xícara de arroz, 1/3 de xícara de feijão e uma banana.
  • Jantar: dois pãezinhos de grãos integrais, uma maçã e três ameixas secas.

Fase 2 

– Dia em que pode comer carne, ovo ou peixe

  • Café da manhã: 1 xícara de aveia cozida, 1 xícara de leite sem gorduras, 1 torrada com geleia de frutas sem açúcar e 1 mamão fresco.
  • Almoço: 1/3 de xícara de arroz, 1/3 de xícara de feijão, uma batata-doce e uma banana.
  • Jantar: linguado, milho, batata, bok choy (couve-china), salada temperada com óleo e vinagre e uma fruta fresca. 

Fase 3

– Uns dos dias em que pode comer ave, frutos do mar ou carne magra

  • Café da manhã: 1 xícara de aveia cozida, 1 iogurte natural sem gorduras e 1 xícara de morangos.
  • Almoço: 1/3 de xícara de arroz, 1/3 de xícara de feijão, uma batata-doce e uma banana.
  • Jantar: 2/3 de xícara de arroz cozido, 1 pãozinho de grãos integrais, ½ xícara de molho de tomate, 2 xícaras de vegetais cozidos, 85 g de salmão e uma xícara de framboesa de sobremesa.

Cuidados 

Antes de adotar a dieta do arroz ou qualquer tipo de programa alimentar, é fundamental certificar-se de que ele preserva a saúde do seu organismo e é capaz de fornecer os nutrientes que o corpo necessita para funcionar corretamente.

Para ter certeza disso, a melhor saída é contar com a ajuda de um bom nutricionista que ajudará a identificar qual a melhor dieta para o seu caso, levando em consideração não somente os seus objetivos em relação à perda de peso como também o bom estado da sua saúde.

Isso é especialmente importante em relação à dieta do arroz porque ela possui etapas com baixa ingestão calórica, o que torna mais difícil que o organismo obtenha todos os nutrientes que necessita. Isso é agravado pelo fato do programa alimentar restringir o consumo de nutrientes como as proteínas em todas as suas etapas.

Saiba também: Dieta Low-Carb a dieta saudável

Faça o Download do Ebook BUMBUM TURBINADO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *